Insetos conhecido como esperança invadem cidade do interior da Bahia

Por: SBN / Noticias
15/05/2018 - 10:01:37

ESPERANÇA - São maiores que os grilos e os gafanhotos. Alguns povos da Ásia tem o hábito de criar estes insetos por acreditarem em dar sorte e pelo seu belo canto. O som deles vem da fricção das asas. Suas asas parecem folhas o que ajuda a se camuflar contra predadores.

Este fenômeno intriga moradores do interior de da Bahia. Deste do dia (11/05/2018), uma espécie de inseto conhecido como esperança são vistos aos montes e, em alguns casos em nuvens, nas ruas e em vários pontos da cidade de Itanhém no Extremo Sul da Bahia. Milhares delas tomaram conta da rodoviária da cidade, no sul da da Bahia, município com cerca de 20.501 mil habitantes. A infestação na rodoviária de Itanhém despertou a curiosidade de moradores de toda a região e virou atração turística conforme podemos ver em vídeo.

Há na cultura popular a crença de que o pouso deste inseto em uma pessoa lhe trará boa sorte, ou se encontrá-lo morto é presságio de mau-agouro

Até o momento do fechamento desta matéria em (14/05/2018) os insetos ainda continua infestando a cidade de Itanhém.

Alimentação - fitófagos (mastigadores), diversas espécies de plantas. Durante todo o verão, as esperanças comem e crescem.

Apesar de serem fitófagos, estes insetos não possuem importância econômica por não atacarem lavouras.

Reprodução - a vida adulta da esperança só dura um verão. Quando chega o inverno, ela morre por causa do frio. Mas no fim do outono, antes de morrer, a fêmea põe ovos na terra, e estes conseguem sobreviver no frio do inverno. Na primavera, os filhotes da esperança, ou ninfas, emergem dos ovos.

Predadores naturais - pássaros, aves, primatas, lagartos, anfíbios.

Ameaças - destruição do habitat e agrotóxicos

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

PUBLICIDADE

Últimas Notícias



PUBLICIDADE

Enquete


Copyright © 2003 / 2018 - Todos os direitos reservados
NossaCara.com é propriedade da empresa Brito Santos Comunicações e Publicidades Ltda.
Fones: (73) 9 9111-2313 / (73) 9 8158 2860