É FALSO que a Terra ficará "muito mais distante" do Sol! Entenda o que é afélio

Por: Portal CanalTech
19/05/2022 - 06:04:56

Por: Daniele Cavalcante
Editado por: Rafael Rigues

Um texto alarmante sobre o “fenômeno aphelion” (ou afélio, depende do remetente) está circulando em redes sociais. Ele afirma que a Terra estará muito mais distante do Sol que o habitual e, com isso, a temperatura cairá drasticamente, afetando nosso sistema imunológico. Bem, podem ficar tranquilos, pois não há nada incomum neste fenômeno. Explicaremos abaixo tudo sobre afélio e periélio.

A órbita da Terra ao redor do Sol não é exatamente circular, mas elíptica. Isso implica que nosso planeta se aproximará e se afastará do Sol pelo menos uma vez a cada ano. Esses eventos são chamados pelos astrônomos de periélio e afélio.

Durante o periélio (que significa literalmente “perto do Sol”), a Terra está no ponto de sua órbita no qual mais se aproxima da nossa estrela. Já no afélio (que significa "longe do Sol") ocorre o inverso, nosso planeta chega à distância máxima do Sol.

Mas será que essas distâncias são o suficiente para afetar o clima na Terra? De acordo com a NASA, a resposta simples é: não! Portanto, não precisamos nos preocupar com o frio ou o calor durante esses eventos. Os fatores que causam as mudanças na temperatura são bem diferentes.

Apesar de nosso planeta ter órbita elíptica, ela ainda é quase um círculo perfeito. Por isso, afélio e periélio não representam distâncias dramáticas o suficiente para interferir no clima sazonal, isto é, causado pelas estações do ano e outros fatores como distribuição de terra e água no planeta.

O que diz a "corrente" sobre o afélio

A mensagem alarmista, que circula pela internet de uma forma ou outra, em vários idiomas, desde 2018, é a seguinte:

A partir de amanhã, às 05h27, vivenciaremos o FENÔMENO APHELION, onde a Terra estará muito distante do Sol. Não podemos ver o fenômeno, mas podemos sentir seu impacto. Isso vai durar até agosto. Teremos um clima frio mais do que o clima frio anterior, o que afetará a gripe, tosse, falta de ar, etc.

Portanto, vamos todos aumentar a imunidade bebendo ou tomando muitas vitaminas e/ou suplementos para que nossa imunidade seja forte. A distância da Terra ao Sol é de 5 minutos-luz ou 90.000.000 km. O fenômeno do afélio a 152.000.000 km. 66% a mais. Assim, o ar fica mais frio e o impacto no corpo não é bom porque ele não está acostumado com essa temperatura.

Por esse motivo, manter nossas condições de saúde para nos mantermos saudáveis ​​com tais condições climáticas...

Não deixe que isso seja uma desculpa para a próxima fase do Corona.

NOTA: Por favor, compartilhe esta informação

Distância entre o Sol e a Terra no afélio

Segundo o texto “fake” circulando por aí, o afélio aumentará a distância entre a Terra e o Sol para 152 milhões de quilômetros. Isso está correto. Entretanto, a mensagem afirma erroneamente que a distância “normal” é de apenas 90 milhões de km.

A distância média entre nosso planeta e a estrela é de 150 milhões de quilômetros, medida que os astrônomos convencionaram chamar de “Unidade Astronômica”. No periélio, fazemos a maior aproximação no ano e diminuímos essa distância para 147,5 milhões de km. Já no afélio, aumentamos a distância para 152,6 milhões de km.

Fazendo uma regrinha de três, fica claro que a diferença não é tão grande quanto alegada na publicação enganosa: apenas 1,7% para mais ou para menos, e não os 62 milhões de km (mais de 68%) da mensagem. E caso você ainda esteja preocupado com esse afastamento, os astrônomos da NASA garantem que não há motivos para alarde.

Talvez você se lembre que o principal mecanismo por trás das estações do ano é a inclinação do eixo da Terra em 23,5 graus. Isso leva o Polo Norte para mais perto do Sol em junho e causa o verão ao norte do equador, enquanto o Polo Sul fica mais afastado da estrela, causando o inverno abaixo do equador.

Por causa do movimento de precessão da Terra, essa inclinação “inverte” as coisas todos os ano: após seis meses, o Polo Norte se afasta do Sol, enquanto o Polo Sul se aproxima. Essas alterações afetam muito mais a distribuição de calor em nosso planeta do que os afélios ou periélios.

A inclinação do eixo da Terra é muito mais determinante para a temperatura porque ela determina se os raios do Sol atingem as regiões continentais do planeta em um ângulo baixo ou mais diretamente. O afélio e o periélio, por outro lado, representam mudanças na temperatura de apenas 7%, aproximadamente.

Aliás, aqui está outro erro da corrente: o afélio deste ano vai ocorrer no dia 4 de julho, já durante o inverno no hemisfério sul. O frio por aqui não será pior devido ao afastamento do Sol. Se assim fosse, os habitantes do hemisfério norte não sofreriam tanto com o calor do verão nessa mesma época do ano.

Por fim, a mensagem falaciosa afirma que são necessários complementos e vitaminas para fortalecer o sistema imunológico devido ao afélio. Isso também não é verdade; não há motivos especiais para se preocupar com a saúde no dia 4 de julho (a não ser que você decida exagerar na celebração da independência dos EUA). Também não há relação entre afélio e periélio com os casos de COVID-19.

Encerramos relembrando aquela regrinha de ouro para uma boa convivência na internet: na dúvida, não compartilhe. E para ter certeza de que se trata de uma mensagem falsa, geralmente basta uma busca por um trecho dela no Google. Não falha nunca.

Fonte: NASA (1, 2), Space.com, timeanddate.com

 

PUBLICIDADE

Últimas Notícias



PUBLICIDADE

Copyright © 2003 / 2022 - Todos os direitos reservados
NossaCara.com é propriedade da empresa Brito Santos Comunicações e Publicidades Ltda.
CNPJ: 12.652.562/0001-07 - Fone: (73) 98866-5262 WhatsApp